domingo, 4 de outubro de 2009

Avaí planeja temporada na Ásia após o Brasileirão

Líbano, Kuwait e Dubai podem entrar na rota do Leão

O presidente do Avaí, João Nilson Zunino, confirmou neste domingo, dia 4, que o clube planeja uma temporada na Ásia no final deste ano, logo após o encerramento do Brasileirão. Segundo o dirigente, faltam poucos detalhes para acertar a viagem do Leão.

— Tivemos o cuidado de conversar primeiramente com a comissão técnica, que, em princípio, aceitou muito bem. Daqui para frente é só acertar os detalhes. Eu não gostaria de dizer que está absolutamente certo, porque tem detalhamentos que estão sendo discutidos ainda — disse o presidente em entrevista à rádio CBN/Diário.

De acordo com Zunino, a delegação embarcaria para o Exterior no dia seguinte à última partida pela Série A do Brasileirão, marcada para o dia 6 de dezembro, contra o Náutico, nos Aflitos. A excursão pela Ásia duraria 12 dias.

— Temos que fazer uma pré-temporada e dar férias para os jogadores. Então, terminando o campeonato no dia 6, nós viajaríamos dia 7 e voltaríamos dia 19.

O tipo de disputa ainda não foi definido. Estuda-se a possibilidade de um quadrangular no Líbano ou amistosos em outros três diferentes países.

— Em princípio, teríamos que ver o que mais nos interessa. Se faríamos um quadrangular apenas em Beirute (capital do Líbano) ou um jogo em Beirute, outro no Kuwait e outro em Dubai (nos Emirados Árabes).

Se confirmado, o prolongamento do calendário avaiano deve alterar a equipe que iniciará o Campeonato Catarinense no próximo ano. Isso porque, depois de retornarem da Ásia, os atletas precisariam tirar férias durante um mês.

— Com relação ao campeonato estadual, os jogadores precisariam pegar um mês de férias, mas estariam 12 dias atrasados. Consequentemente, eles não conseguiriam fazer a pré-temporada. Então, um time misto jogaria as duas ou três partidas iniciais (do Catarinense) — explicou o presidente.

Fonte: Clicrbs

Medinaaaaaaaaaaaaa

Depois de um longo e tenebroso inverno volta o menino Medina a vestir a camisa do AVAI. Segura galera do Palmeiras, acabou a escalada do verdão. Lá vem o AVAI para atrolelar vcs.

Foto: Correio no Povo.

Rio 2016

Sexta feira, em pleno expediente, acompanhei com ansiedade a votação do COI para a escolha da cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Ganhamos de Madri, Chicago e Tóquio. Cidades das mais importantes e de países com um potencial econômico maior que o nosso. Mas como disse nosso presidente temos mais coração.

Sou um emocional incorrigível. Vivo comandado pelo coração. Mesmo quando cientemente sei que isso é mais um defeito que uma qualidade, mas é como sou e não vou mudar. Explico isso para dizer como me sinto em relação a isso tudo. Tenho visto que na maioria dos países as pessoas são sérias. Frias até, eu diria. Tudo é feito com protocolo, de forma comedida, com a menor demonstração emocional possível. Aqui não. Somos todo coração. Nosso presidente dá um dos discursos mais bonitos que vi na minha vida, que me perdoe Rui Barbosa, a Águia de Ahia. Lula foi a Águia de Copenhague. Preciso, emocionado, ainda comendo os esses, mas brilhante. Quero acreditar que foi ele, em nome de todos os brasileiros que mostrou ao mundo que podemos, merecemos realizar um evento deste porte. Talvez o maior do mundo, maior até que a Copa do Mundo de Futebol, que nós brasileiros apreciamos mais.

Faltam sete anos, tenho certeza que podemos realizar um grande espetáculo. Já fui contra este tipo de gasto, acreditava que podia ser mais bem empregado em áreas sociais. Mas agora acredito que seres humanos precisam destes eventos para servir de símbolo, criar mitos, inspirar almas. Talvez tão importante para a humanidade como necessidades básicas estas coisas são a inspiração moderna, nossos Deuses do Olimpo são criados nestes eventos e é por isso que acordamos todo dia para enfrentar mais uma jornada.

É isso aí. Se Deus quiser estarei no Rio neste períodSexta feira, em pleno expediente, acompanhei com ansiedade a votação do COI para a escolha da cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Ganhamos de Madri, Chicago e Tóquio. Cidades das mais importantes e de países com um potencial econômico maior que o nosso. Mas como disse nosso presidente temos mais coração.

Sou um emocional incorrigível. Vivo comandado pelo coração. Mesmo quando cientemente sei que isso é mais um defeito que uma qualidade, mas é como sou e não vou mudar. Explico isso para dizer como me sinto em relação a isso tudo. Tenho visto que na maioria dos países as pessoas são sérias. Frias até, eu diria. Tudo é feito com protocolo, de forma comedida, com a menor demonstração emocional possível. Aqui não. Somos todo coração. Nosso presidente dá um dos discursos mais bonitos que vi na minha vida, que me perdoe Rui Barbosa, a Águia de Ahia. Lula foi a Águia de Copenhague. Preciso, emocionado, ainda comendo os esses, mas brilhante. Quero acreditar que foi ele, em nome de todos os brasileiros que mostrou ao mundo que podemos, merecemos realizar um evento deste porte. Talvez o maior do mundo, maior até que a Copa do Mundo de Futebol, que nós brasileiros apreciamos mais.

Faltam sete anos, tenho certeza que podemos realizar um grande espetáculo. Já fui contra este tipo de gasto, acreditava que podia ser mais bem empregado em áreas sociais. Mas agora acredito que seres humanos precisam destes eventos para servir de símbolo, criar mitos, inspirar almas. Talvez tão importante para a humanidade como necessidades básicas estas coisas são a inspiração moderna, nossos Deuses do Olimpo são criados nestes eventos e é por isso que acordamos todo dia para enfrentar mais uma jornada.

É isso aí. Se Deus quiser estarei no Rio neste período, se possível na abertura.
o, se possível na abertura.


Discurso do Presidente Lula no COI defendendo a candidatura do Rio 2016




Anuncio da cidade sede escolhida

Avai 2 x 2 Cruzeiro

Mais uma vez não pude ir a Ressacada ver o jogo, como o trabalho e a vida familiar tem me tomado muito tempo acabei mais uma vez agarrado no meu radinho curtindo o jogo com excelente trabalho dos jornalistas catarinenses.

Emocionante o empate no final do jogo, fazendo justiça ao bom trabalho do time do Silas. Contra um grande clube do futebol brasileiro.

De parabéns o Avai, em especial o menino Cristian, que fez o gol de empate.

Ser avaiano é uma aventura, este time realmente desperta muita emoção na sua apaixonada torcida.

A foto que ilustra este post é do clicrbs.com.br

Igreja do Santo Sepucro

Um trabalho maravilhoso em 360º mostra quatro momentos na Igreja do Santo Sepulcro. Para quem não foi lá uma execelente oportunidade de se sentir dentro de local sagrado e de inestimável valor.

http://www.360tr.com/kudus/kiyamet_eng/index.html

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Água e envelhecimento

por Arnaldo Lichtenstein

Sempre que dou aula de Clínica Médica a estudantes do quarto ano de Medicina, lanço a pergunta: “Quais as causas que mais fazem o vovô ou a vovó terem confusão mental?”
Alguns arriscam: “Tumor na cabeça:”.Eu digo: “Não”.Outros apostam: “Mal de Alzheimer”. Respondo, novamente: “Não”.

A cada negativa a turma espanta-se. E fica ainda mais boquiaberta quando enumero os três responsáveis mais comuns: diabetes descontrolado; infecção urinária; a família passou um dia inteiro no shopping, enquanto os idosos ficaram em casa.

Parece brincadeira, mas não é. Constantemente vovô e vovó, sem sentir sede, deixam de tomar líquidos. Quando falta gente em casa para lembrá-los, desidratam-se com rapidez. A desidratação tende a ser grave e afeta todo o organismo. Pode causar confusão mental abrupta, queda de pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos (“batedeira”), angina (dor no peito), coma e até morte. Insisto: não é brincadeira.

Ao nascermos, 90% do nosso corpo é constituído de água. Na adolescência, isso cai para 70%. Na fase adulta, para 60%. Na terceira idade, que começa aos 60 anos, temos pouco mais de 50% de água.
Isso faz parte do processo natural de envelhecimento. Portanto, de saída, os idosos têm menor reserva hídrica. Mas há outro complicador: mesmo desidratados, eles não sentem vontade de tomar água, pois os seus mecanismos de equilíbrio interno não funcionam muito bem.

Explico: nós temos sensores de água em várias partes do organismo. São eles que verificam a adequação do nível. Quando ele cai, aciona-se automaticamente um “alarme”. Pouca água significa menor quantidade de sangue, de oxigênio e de sais minerais em nossas artérias e veias. Por isso, o corpo “pede” água. A informação é passada ao cérebro, a gente sente sede e sai em busca de líquidos.

Nos idosos, porém, esses mecanismos são menos eficientes. A detecção de falta de água corporal e a percepção da sede ficam prejudicadas. Alguns, ainda, devido a certas doenças, como a dolorosa artrose, evitam movimentar-se até para ir tomar água.

Conclusão: idosos desidratam-se facilmente não apenas porque possuem reserva hídrica menor, mas também porque percebem menos a falta de água em seu corpo. Além disso, para a desidratação ser grave, eles não precisam de grandes perdas,como diarréias, vômitos ou exposição intensa ao sol.Basta o dia estar quente - e o verão já está aí - ou a umidade do ar baixar muito - como tem sido comum nos últimos meses. Nessas situações, perde-se mais água pela respiração e pelo suor. Se não houver reposição adequada, é desidratação na certa. Mesmo que o idoso seja saudável, fica prejudicado o desempenho das reações químicas e funções de todo o seu organismo.

Por isso, aqui vão dois alertas.
O primeiro é para vovós e vovôs: tornem voluntário o hábito de beber líquidos. Bebam toda vez que houver uma oportunidade. Por líquido entenda-se água, sucos, chás, água-de-coco, leite. Sopa, gelatina e frutas ricas em água, como melão, melancia, abacaxi, laranja e tangerina, também funcionam. O importante é, a cada duas horas, botar algum líquido para dentro. Lembrem-se disso!

Meu segundo alerta é para os familiares: ofereçam constantemente líquidos aos idosos.Lembrem-lhes de que isso é vital. Ao mesmo tempo, fiquem atentos. Ao perceberem que estão rejeitando líquidos e, de um dia para o outro, ficam confusos, irritadiços, fora do ar, atenção.
É quase certo que esses sintomas sejam decorrentes de desidratação. Líquido neles e rápido para um serviço médico.

Arnaldo Lichtenstein é médico, clínico-geral do Hospital das Clínicas e professor colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Para guardar e ler de vez em quando

Pra guardar e ler de vez em quando e focar em alguns itens como o 4, 16, 20, 25, 31, 34, 41....

ESCRITO POR REGINA BRETT, 90 ANOS, CLEAVELAND, OHIO.

"Para celebrar o envelhecer, uma vez eu escrevi 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais requisitada que eu já escrevi. Meu taxímetro chegou aos 90 em agosto, então, aqui está a coluna, mais uma vez:

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.
3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.
4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.

5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.
7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.
8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele agüenta.
9. Poupe para a aposentadoria, começando com seu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.
11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente.
12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.
14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.
15 Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.
17. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeroso.
18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.
19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.
20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta.
21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Se prepare bastante; depois, se deixe levar pela maré...
23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você.
26. Encare cada "chamado" desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo de todos.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.
31. Indepedentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar.
32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva...
33. Acredite em milagres.

34. Deus te ama por causa de quem Ele é, não pelo que vc fez ou deixou de fazer.

35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.
36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.
37. Seus filhos só têm uma infância.
38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou.
39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.

40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.
41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.

42. O melhor está por vir.
43. Não importa como vc se sinta, levante, se vista e apareça.
44. Produza.
45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente "

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Chamada Avai

Chamada Figayrense

Sincronizando Arquivos no Ubuntu

Origem: http://intelectolivre.blogspot.com/2008/08/sincronizando-arquivos-no-ubuntu.html

Minha busca por um aplicativo que fizesse sincronia de arquivos bilateralmente entre dispositivos móveis de armazenamento (pendrive, cartões de memória, etc) e o computador, no Ubuntu, ou até mesmo entre dois desses dispositivos, ou ainda entre dois diretórios numa mesma máquina, ou mesmo em dois locais de rede, e por aí vai, rsrsrs, acabou quando encontrei o Grsync. Esse software é, na verdade, uma interface visual em GTK+2 para o utilitário Rsync (que opera por comandos, em modo texto), com capacidades avançadas de sincronia e backup.
Para instalar o Grsync no Ubuntu, acesse no menu: "Aplicações > Adicionar/Remover", pesquise por Grsync e marque para instalação imediata. Se preferir, entre no terminal e digite o comando # sudo apt-get install grsync para instalá-lo. Lembrando que, para tal, você deverá estar logado na Internet.

Após a instalação execute-o. No meu Ubuntu (Hardy Heron) o atalho para o programa foi parar no menu "Aplicações > Internet". Pode ser que contigo seja assim também. Para executá-lo do terminal digite # grsync.

Com o Grsync aberto é só definir os diretórios ou dispositivos de armazenamento a serem sincronizados e estabelecer algumas regras marcando as opções disponíveis na interface. Se desejar algum recurso "extra", que não tenha sido implementado na interface, antes ou depois de executar a sincronia, você pode inserir isso em forma de comandos pela aba "Extra Options" nos campos respectivos.

No primeiro botão Browse (source), informe o diretório ou drive que será copiado para o destino que será definido no segundo botão Browse, onde você informará o local onde a cópia será salva.
Se você quiser sincronizar os dois locais, afim de que tenham o mesmo conteúdo, clique no botão Switch logo após o os botões Browse's; isso fará com que o destino passe a ser a fonte e a fonte passe a ser o destino.
Relaciono as opções de sincronia mais úteis, a saber:

Delete on destination - apaga todo o conteúdo no local de destino que não tiver cópia no local de origem, ou seja, garante que os dois locais terão, absolutamente, o mesmo conteúdo.

Skip newer - faz com que os arquivos mais antigos contidos no local de origem não sobrescrevam os arquivos mais novos contidos no local de destino.

Windows compatibility - evita erros de escrita nos arquivos e pastas que serão copiados entre partição Linux para uma partição Windows (NTFS, Fat32, Fat16), aumentando assim, a compatibilidade entre os sistemas de arquivos. A maioria dos pendrives, por exemplo, utiliza Fat32 como sistema de arquivos.

Compress file data - comprime o conteúdo a ser copiado afim de compactá-lo. Mais útil quando a intenção é manter cópias de segurança, para evitar despêndios de espaço em disco.
Only update existing files - apenas atualiza os arquivos do local de destino com as versões mais novas dos mesmos arquivos no local de origem.
Escolha as opções que lhe aprouver e clique em Executar para realizar a sincronia ou backup.
Caso queira definir mais de um esquema de sincronia você poderá criar novas "sessions", logo no topo da interface.

Sincronize sua mente com o que há de melhor no mundo livre!